Aprenda Economia com a Cigarra e a Formiga!

INTRODUÇÃO

Vocês, assim como eu, já devem conhecer a fábula da cigarra e da formiga. Quando mais jovem, ouvi ela dezenas de vezes, mas não havia me atentado a todos os importantes ensinamentos daquela história.

Neste texto, falarei sobre a história da Cigarra e da Formiga e sobre as conexões que percebo entre a fábula e a economia.

A FÁBULA DA CIGARRA E A FORMIGA

Era uma vez uma cigarra que vivia saltitando e cantando pelo bosque, sem se preocupar com o futuro. Esbarrando numa formiguinha, que carregava uma folha pesada, perguntou:

“Ei, formiguinha, para que todo esse trabalho? O verão é para a gente aproveitar! O verão é para a gente relaxar!”

Cigarra

“Não, minha cara Cigarra! Eu preciso trabalhar agora para guardar comida para o inverno.”

Formiga

PREFERÊNCIA TEMPORAL

Neste trecho da história já temos alguns importantes conceitos econômicos, entre eles está a preferência temporal! Preferência temporal nada mais é do que a tendência do ser humano a preferir a satisfação presente à futura, visto que a espera pela satisfação futura é um custo. Quanto mais alta é a preferência temporal, mais latente é a preferência pelo consumo presente, e quanto mais baixa a preferência temporal, maior a disposição para poupar e guardar para o futuro.

Vemos que a Cigarra tem uma alta preferência temporal, pois está preocupada apenas com o presente, sem se preocupar em sacrificar a sua diversão, ou uma parte dela, para buscar comida para o inverno. A Formiga, por outro lado, demonstra se preocupar muito com o futuro, por isso dizemos que a formiga tem uma baixa preferência temporal e, consequentemente, é por isso que realiza sua poupança.

POUPANÇA

Aqui vemos um segundo conceito econômico importante: a poupança. Poupança nada mais é que parcela da renda ou patrimônio que não é gasto ou consumido no período em que é recebido e, por consequência, é guardado com a expectativa de ser utilizado em um momento futuro.

A Formiga trabalha para estocar mais comida do que precisa no presente para garantir que terá alimentos durante o inverno, naquele cenário da história a natureza ficava coberta de neve e a disponibilidade de alimentos diminuía drasticamente. Podemos dizer que a formiga trabalha e poupa a comida agora, para ter o que comer durante o inverno.

“A GENTE SÓ VIVE UMA VEZ”

Voltando à história, vemos que o comportamento de ambas as protagonistas é praticamente oposto: Durante todo o verão, a cigarra se divertia pelo o bosque. Quando tinha fome, pegava uma folha e comia. Não se preocupava em trabalhar para poupar, pois estava pouco preocupada com o futuro. A formiga passava horas carregando pesadas cargas de alimentos e era desdenhada:

“Deixa esse trabalho para as outras, vamos nos divertir”

Cigarra

Não minha cara Cigarra, tenho que me preparar para o inverno. Se eu não poupar hoje vou ficar sem comida para o inverno e vou acabar morrendo de fome.

Formiga

“Formiguinha, você precisa relaxar um pouco! Aproveite o momento, a gente só vive uma vez e digo mais no longo prazo estaremos todos mortos.”

Cigarra

A formiguinha não resistiu e foi com a cigarra ver a vida que ela levava, e ficou encantada. Resolveu então, adotar o mesmo estilo de vida que sua amiga. Mas, no dia seguinte, apareceu a rainha do formigueiro e, ao vê-la se divertindo, olhou feio para ela e ordenou que voltasse ao trabalho.

A rainha das formigas disse então para a cigarra:

Se não mudar de vida e passar a pensar não só no presente, quando chegar o inverno, você se arrependerá! Vai passar fome e frio, precisa começar a se preparar para o inverno.

Rainha das formigas

O inverno ainda está longe! Para que me preocupar?

Cigarra

O AMANHÃ CHEGOU

Contudo, o inverno chegou, e a cigarra começou a sentir muito frio. Sem abrigo, sem alimentos e desesperada, foi bater na casa das Formigas. Ao ver a cigarra quase morta de frio, as formigas puxaram-na para dentro, deram agasalhos, alimentos e cuidaram dela. Foi então que apareceu a Rainha das Formigas e disse:

“No mundo das formigas, todos trabalham. Se você quiser ficar conosco, cumpra o seu dever: toque e cante para nós.”

Cigarra

Para a cigarra e para as formigas, aquele foi o inverno mais feliz das suas vidas.

TRABALHO

O terceiro conceito econômico refere-se ao trabalho. Trabalho é um tipo de ação que tem a expectativa de produzir bens e serviços que satisfazem as necessidades. Por isso, o trabalho é fundamental para existir a poupança. A poupança permite que possamos passar por situações complicadas – como a que as formiguinhas e a cigarra passaram durante o inverno – e ela também pode ser usada até mesmo para fazer investimentos em bens de capital que irão permitir uma maior eficiência na alocação dos recursos escassos.

CONCLUSÃO

Mas qual a principal lição que a fábula “A Cigarra e a Formiga” nos ensina?

Ela ensina principalmente a importância de poupar. É importante perceber que o inverno impediu as formigas de trabalhar, mas elas ainda tinham alimentos para se sustentar. Como isso é possível? Como é possível que elas tenham alimento no inverno sem estarem trabalhando para consegui-lo? Simples: elas já haviam feito isso antes. Perceba: elas trabalharam não somente para conseguir o sustento do dia, mas para conseguir também o sustento do inverno. Somente dessa forma foi possível ter o alimento no inverno sem precisar caminhar pela neve para consegui-lo: as formigas pouparem foi o que possibilitou, poderem tirar uma folga e permanecerem abastecidas no inverno. Se hoje temos feriados, finais de semana, férias e aposentadorias, tudo isso só é possível de acontecer porque seguimos o exemplo das formigas.

Podemos ver que no final cada uma das personagens focou no que faz de melhor: as Formiguinhas continuaram pegando folhas e a Cigarra agora trabalhava no que fazia de melhor que era tocar e cantar.

Gabriel Almeida Braga

Gabriel Almeida Braga

Escritor, estudante de Ciências Econômicas, gosta principalmente de Microeconomia e da História do Pensamento Econômico (HPE), graduando em Administração de Empresas, cofundador da Apptime, fundador da iniciativa Economia para Iniciantes e editor-chefe do site Econotime.

13 thoughts on “Aprenda Economia com a Cigarra e a Formiga!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.