POR QUE OS PREÇOS ESTÃO SUBINDO?

“A solução do governo para um problema é usualmente tão ruim quanto o problema.”

Milton Friedman

É fato que desde o ano passado os preços estão aumentando constantemente e este fenômeno não é de um único setor da economia. Na verdade, este fenômeno acontece em praticamente todos os setores. É importante frisar que esse aumento generalizado dos preços não aconteceu somente no Brasil, as maiores potências do mundo estão sofrendo com os mesmos problemas, algumas apenas com preços altos, enquanto outras sofrem até mesmo com desabastecimentos.

A inflação dos preços que ocorre há – pelo menos – um ano e meio tem mais de um motivo e eu pretendo citá-los em tópicos, portanto, analisaremos cuidadosamente as políticas que Brasil e diversos países do mundo adotaram em 2020 e 2021 e o que essas políticas causaram:

1) Pandemia de Covid-19 – O evento chegou de surpresa para o mundo e acabou por diminuir a demanda por alguns produtos/serviços, a maioria por causa das medidas restritivas (lockdowns, redução de horário de funcionamento, etc.). Obviamente, esta medida causou prejuízo aos comerciantes, por isso os empresários tentaram e continuarão tentando recuperar o prejuízo aumentando os preços dos produtos. Isso, claro, sem contar os muitos empreendedores que infelizmente foram à falência.

2) Choque Negativo de Oferta – Aliado ao primeiro tópico, as medidas restritivas provocaram diminuição na oferta de inúmeros bens e realocação de mercado (como por exemplo, a cana de açúcar, destinada à produção de álcool), aumentando preços em razão da baixa oferta. Isso se deu por vários motivos diferentes, porém, os principais deles foram: (I) medo e incerteza de futuro, que fez com que as pessoas gastassem menos com alguns produtos/serviços e optassem por outros (como por exemplo, comida, remédios, vitaminas, poupança, etc) e; (II) restrições, que fez com que a produção dos mais diversos produtos diminuísse e não fosse suficiente para atender a demanda.

3) Expansão Monetária – Por fim, a pior medida a ser adotada por um governo (tratando-se de uma situação de pandemia mundial, a medida foi ainda mais agressiva) e a preferida dos políticos é a expansão monetária, também conhecida como inflação. Roberto Campos Neto (presidente do Banco Central) e Paulo Guedes (Ministro da Economia) apostaram na desvalorização do Real para estimular a exportação e isso, por si só, gerou um efeito absurdo, pois aumentou a quantidade de dinheiro na economia fazendo com que ficasse menos escasso e, consequentemente, mais desvalorizado. Essa desvalorização monetária faz com que o aumento de preços seja generalizado, prejudicando ainda mais os pobres. Claro que é preciso lembrar que o aumento não acontece de maneira igual – nem ao mesmo tempo – para todos, não obstante, ele é agressivo e tende a afetar a imensa maioria da população ao diminuir o poder de compra.

Esses três efeitos ocorrem simultaneamente como responsáveis pelo aumento generalizado dos preços. Alguns colocam a pandemia como principal culpada, mas é preciso sempre se lembrar da frase já citada no início deste texto, pois a solução nunca virá de mais intervenção estatal. E por mais que alguns digam que o mundo inteiro está enfrentando praticamente os mesmos problemas, na tentativa de defender o governo – como se isso fosse ajudar de alguma forma –, o fato é: realmente, essas coisas não aconteceram somente no Brasil, mas nos diversos locais do mundo em que aconteceu, na maioria esmagadora das vezes, as causas foram muito parecidas. A economia é uma ciência e ela não aceita que tentemos modificá-la na base da caneta.


Leonardo Candido de Oliveira

Leonardo Candido de Oliveira

Estudante de Ciências Econômicas, editor na página O Economista Austríaco e está escrevendo um livro com a finalidade de simplificar a economia para os mais leigos.

One thought on “POR QUE OS PREÇOS ESTÃO SUBINDO?

  • Avatar
    02/12/2021 em 11:41
    Permalink

    Muito esclarecedor, análise acessível a todos, conhecedores e leigos.
    Parabéns

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.