Governo boliviano pede para Chile ampliar horário para caminhoneiros

Bolívia faz parte dos países minoritários sem acesso direto ao mar.

Uma das principais matrizes de transporte é por caminhões. Com isso, os caminhoneiros precisam ir para os países vizinhos tais como o Chile, para poder escoar produtos aos portos. Apesar dos obstáculos, o país tem acordos comerciais com os vizinhos, podendo escoar seus produtos sem pagar por tarifas.
Recentemente, o governo chileno começou a exigir testes PCR para coronavírus (abreviatura de Polymerase chain reaction, ou reação em cadeia de polimerase) para caminhoneiros com 72 horas de antecedência, além de ter reduzido a quantidade de caminhões que podem entrar por vez, de 60 para 25. Com isso, os congestionamentos aumentaram, provocando prejuízos e custos.

Diante desses problemas, o governo boliviano quer que o governo chileno retorne à cota original de caminhões que podem passar pela fronteira.

Tal solicitação foi feita via Benjámin Blanco, vice-ministro de Comércio Exterior. Outra proposta foi de aumentar o horário: ao invés de o atendimento nas fronteiras se encerrar às 20 horas, uma extensão de 2 horas a mais, ou seja, com encerramento às 22 horas.

Economia paraguaia deu bons sinais em 2021

Por meio da chamada Ley 60/90, a qual dispõe sobre incentivos fiscais (isenções fiscais) para determinados setores, o governo paraguaio estima que em 2021, graças à lei, houve investimentos na ordem de US$ 209 milhões. Os investimentos envolveram, em grande parte, o setor industrial, com produção de alimentos, plásticos e medicamentos.

A lei concede isenção tributária (imposto sobre valor agregado e impostos de importação) para importação de maquinário, assim como em bens de capital de produção nacional. Há o IVA isento também para maquinário produzido no Paraguai.

Os benefícios fiscais concedidos são aqueles destinados à isenção de imposto aduaneiro e IVA para a importação de máquinas e equipamentos, bens de capital de produção nacional. Além disso, isenção de IVA para a compra local de máquinas e equipamentos fabricados no país. Quando o investimento passar de US$ 5 milhões, há a possibilidade de isenção total de impostos sobre dividendos e lucros de projetos aprovados, pelo prazo de até dez anos (contados a partir do andamento do projeto até o momento da chegada do valor do

Quando o investimento for superior a US$ 5 milhões, você poderá acessar a isenção total de impostos que incidem sobre dividendos e lucros de projetos aprovados, pelo prazo de até dez anos, contados a partir do andamento do projeto de comissionamento.

Nos últimos dias, foi noticiado de que dez empresas estrangeiras pretendem investir no país, com investimentos na ordem de US$ 5 bilhões.

Já no início de 2020, o governo paraguaio aprovou a Lei N° 6480 (Ley de Empresas por Acciones Simplificadas), a qual permite a criação de negócios com menores custos e burocracia.

Informações de Página Siete e La Nación.

Felipe Lange

Felipe Lange

Escritor, entusiasta de Economia e graduando em Biologia. Escreve e traduz artigos para o seu blog OCAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.