Juros real vs nominal! Cálculos, o que são e diferenças!

Introdução

No presente artigo vamos abordar taxa de juros real, taxa de juros nominal, quais as diferenças entre ambas e como calculá-las!

Juros Nominal


Segundo o economista americano, Nicholas Gregory Mankiw (1958-), a taxa de juros nominal é a taxa de juros sem o desconto dos efeitos da inflação.

Vamos a um exemplo:

Suponha que Jonas tenha depositado 1000 mil reais em uma aplicação financeira que rende 10% ao ano, isso sem a correção pela inflação de preços. Ao final de um ano Jonas terá 1100 reais. Neste caso dizemos que a taxa de juros nominal é de 10% ao ano.

Juros Real

Mas existe um problema. Na maioria dos países do mundo a moeda perde anualmente o seu poder compra. Devido a esse fator é importante conhecermos a taxa de juros real que nada mais é, segundo o já citado economista Mankiw, a diferença entre a taxa de juros nominal e a taxa de inflação de preços. Em outras palavras a taxa de juros real é:

a taxa de juros após o desconto dos efeitos da inflação!

Por que isso importa?

Agora vamos ver por qual razão é necessário compreender as diferenças entre as duas taxas de juros.

Retornando ao exemplo de Jonas, como já dito, nas economias modernas é comum a moeda perder seu poder de compra, ou seja, a unidade monetária de Jonas provavelmente compra menos coisas hoje do que comprava a um ano atrás. Por esse motivo é importante analisarmos a taxa de juros real, para assim saber quanto (e se) o poder aquisitivo de Jonas aumentou (na verdade como veremos mais adiante seu poder aquisitivo pode até mesmo ter diminuído).

Admita que a inflação de preços do ano em que ele aplicou financeiramente tenha sido de 3% ao ano, nesse caso a taxa de juros nominal e real foram positivas, embora a taxa de juros nominal tenha sido maior que a real. Suponha agora que a inflação tenha sido de 15% ao ano, neste caso embora a taxa de juros nominal tenha sido positiva, a taxa de juros real foi negativa. Veja que os 1100 reais que Jonas possui hoje tem um poder de compra menor que os 1000 reais que ele possuía há um ano. Em outras palavras o poder de aquisitivo de Jonas na verdade caiu.

Como demonstrado em nosso exemplo, Jonas é capaz de comprar menos bens com os seus 1100 reais de agora que com os seus 1000 reais de antes.

O grande problema de taxas de juros reais negativas é que elas fazem com que seja menos atrativo para que as pessoas pouparem e isso é maléfico para a economia. A importância da poupança já foi demonstrada no meu artigo sobre poupança e investimento!

Como faço para descobrir a taxa de juros real?

A formula é a seguinte:

Sendo:

r: taxa de juros real

i: taxa de juros nominal

Exemplo

Portanto, pegando nosso exemplo de taxa nominal de 10% a.a e inflação 3% a.a, temos:

(1 + 0,10) / (1+ 0,03) = 1,068 (arredondado)

1,068 – 1 = 0,068

0,068 x 100 = 6,8%

Logo a taxa de juros real no nosso exemplo é de 6,8%.

REFERÊNCIA

Livro Mankiw: Introdução À Economia: https://amzn.to/34svrLe

Gabriel Almeida Braga

Gabriel Almeida Braga

Escritor, estudante de Ciências Econômicas, gosta principalmente de Microeconomia e da História do Pensamento Econômico (HPE), graduando em Administração de Empresas, cofundador da Apptime, fundador da iniciativa Economia para Iniciantes e editor-chefe do site Econotime.

One thought on “Juros real vs nominal! Cálculos, o que são e diferenças!

  • Avatar
    10/02/2022 em 22:24
    Permalink

    Excelente texto, como de costume!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.