Equador: inflação chega a 2,71 % em fevereiro

Em dados divulgados nesse dia 9 de março, o Equador registrou a oitava alta consecutiva no índice de preços: 2,71 % para o mês de fevereiro.

Tal valor é o maior em seis anos (em janeiro de 2016, houve uma inflação de preços de 3,01 %).

Índice de preços, últimos cinco anos.

A alta foi auxiliada por transportes, com aumento de 1,32 % ante fevereiro de 2021.

O que explica o fato de o índice de preços no país continuar sendo baixo é em seu fenômeno monetário: o M1.

Variação do M1, 01/01/2020 – 01/01/2021.
Variação do M1, 01/01/2021 – 01/01/2022.

Apesar de ter sofrido uma aceleração na expansão monetária ante anos anteriores, o Equador continua em destaque pela taxa de crescimento de dinheiro na economia entre as menores do mundo.

Variação do M1* de 01/01/2020 a 01/01/2022: Brasil (laranja), Estados Unidos (verde água), Zona do Euro (amarelo) e Equador (azul).

Informações de Primicias Ecuador e Trading Economics.

*Como houve uma mudança na metodologia de medição do M1 para os Estados Unidos, preferiu-se utilizar o M2 para tal país, por retratar com melhor fidelidade.

Felipe Lange

Felipe Lange

Escritor, entusiasta de Economia e graduando em Biologia. Escreve e traduz artigos para o seu blog OCAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.